Notícias/  Cidades

Família aponta negligência em morte de menino; prefeitura nega

Da redação - Anderson Hentges

12/01/18 às 15:39 / Atualizada: 12/01/18 às 15:55

Imprimir Enviar para um amigo
Família aponta negligência em morte de menino; prefeitura nega

O Jovem Vitor Hugo.

Foto: Reprodução

O adolescente Vitor Hugo da Silva, de 15 anos, que estava internado na UTI do Pronto-Socorro (PS) de Cuiabá, não resistiu e morreu na noite dessa quarta-feira (10). Ele havia sido diagnosticado com Retocolite Ulcerativa, que é uma inflamação no intestino.

O garoto ficou cerca de 100 dias sem o diagnóstico da doença e passou por três cirurgias. Ele estava no hospital Regional de Sinop e em dezembro havia sido tranferido para à capital. A família alega que houve negligência médica, que não haviam profissionais para cuidar do menino e que faltou alimentação parenteral à ele.

Ao Nova Edição, a secretária de Saúde de Cuiabá afirmou que em nenhum momento houve descaso ou negligência médica por parte da equipe. Eles informaram também que Vitor apresentava diagnóstico definido de entrada, já em tratamento com corticoterapia, porém com quadro inicial gravíssimo, transferido para Cuiabá já com infecção sistêmica e má evolução clínica.

Entenda
O garoto deu entrada no hospital de Sinop em setembro já proveniente com quadro clínico de diarréia e desidratação, choque hipovolêmico, crise convulsiva e parada cardiorrespiratória. Segundo relatório, paciente apresentava exame de retossigmoidoscopia flexível com biópsia de áreas suspeitas conclusiva para retocolite ulcerativa. Na entrada apresentava-se instável, com dose alta de noradrenalina, entubado e sob ventilação mecânica com insuficiência renal e indicação de hemodiálise.

Em novembro Vitor foi tranferido para a UTI do Pronto-Socorro de Cuiabá com homorragia cerebral, foi então que a equipe iniciou o acompanhamento e o tratamento da doença. Devido a gravidade do estado clínico do menino, foi solicitada a transferência dele para a UTI do hospital Julio Miller, também em Cuiabá, contudo, após reuniões e conversas com familiares, eles decidiram deixar o jovem no PS.

Mesmo com todo o acompanhamento médico o adolescente não resistiu e morreu. Vitor foi transladado para Sinop na manhã dessa quinta-feira (11). O velório foi realizado durante à noite na capela Luz e Vida.
 
Imprimir Enviar para um amigo

0  comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Nova Edição. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Nova Edição poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
 
 
Sitevip Internet